Arquivo para dezembro, 2008

Madonna: Espetáculo de luz, disposição, música e… chuva!

Posted in Testemunha ocular dos fatos with tags , , , on 18/12/2008 by andreifonseca

Amigos.

 

Volto para contar sobre minhas impressões sobre o show da tia Madonna. A veia manda bem pra caralho! Sem dúvida, o maior show que vi na minha vida (não digo melhor, mas sem dúvida o maior). Os números impressionam demais. Público, luzes, som, envolvimento da cidade. Fantástico.

 

O Rio de Janeiro continua lindo e ficou enlouquecido com a presença da Diva. Cheguei no domingo de manhã e estava em um hotel relativamente perto de onde a Madonna estava, o Copacabana Palace. O número de fãs lá era impressionante, jornalistas postados por horas esperando um segundo de aparição da tia.

 

Como choveu parte do domingo, a diva antecipou o show, que tinha horário oficial para 20:00 e não oficial para 21:45 (ela subiu ao palco às 20:30). Quando cheguei ao Maracanã, perto das oito da noite, o estádio estava lotado e garoava. No apagar das luzes para começar o espetáculo, parecia que São Pedro tinha aberto a torneira. Cristo! Choveu muito!! E, para aqueles que como eu tinham ingresso de pista, restou comprar uma daquelas capas de plástico vagabundas. E choveu forte até a última música. Cada cerveja que eu comprava, tinha que pedir um copo extra para servir de guarda-chuva para meu pobre líquido.

 

img00164-edit2

 

Fora a chuva (ela cantava com um segurança de terno segurando um guarda-chuva atrás, dependo da posição no palco que ficava), o resto foi perfeito. Haviam cinco telões que davam um brilho fundamental para o espetáculo, mostrando ângulos diferentes. Um deles era centralizado e em formato de globo, e trouxe uma surpresa. Ao final de uma música, a cantora e os bailarinos saíram no fundo do palco, e este telão, que estava suspenso desceu. Começou outra música e ela apareceu dentro do telão, com projeção de imagens. Fantástico.

 

img00167

 

Muitas músicas do disco novo Hard Candy, alguns sucessos antigos (o mais aplaudido disparado foi Like a Prayer) e o momento final do show, quando a Madonna escolhe um fã que pode pedir uma música que ela cante a capela. Os bailarinos são excepcionais, fazem coreografias ousadas e, juntos com a banda de incontáveis músicos, fecham a magnitude do espetáculo.

 

Um último parágrafo sobre a Madonna: é a mulher mais sensual do mundo! Qualquer movimento dela é sexy. Ela interage muito bem com os dançarinos, faz caras e bocas e, num determinado momento, deu um beijo de língua numa bailarina que quase arrancou o esôfago da moça. A platéia e este blogueiro deliraram.

 

Li que ela caiu no show devido à chuva. Eu não vi. Talvez estivesse longe ou meio bebum, mas não vi mesmo.

 

Nonsense musical: Show Me Your Genitals

Posted in Músicas, Uncategorized with tags , , , on 12/12/2008 by andreifonseca

Amigos, volto com um assunto divertido. A bela Jéssica Perondi me passou, durante um animado bate-papo no Google Talk, um link que simplesmente me fez ter crises de riso por alguns bons momentos. Trata-se do vídeo do comediante canadense Jon Lajoie, que interpreta um rapper cantando uma engraçadíssima música chamada “Show Me Your Genitals”.

O clipe é hilário e a letra absolutamente machista, divertida e escandalosa. O cara diz a todo momento que não se interessa pelo papo da mina, pela profissão ou qualquer coisa que envolva conhecimento, ele só quer ver os genitais dela. A roupa ridícula é um claro deboche ao jeito rapper de vestir, além de outros elementos característicos, como pose de machão malvado, carros, etc.

No site do cara (www.jonlajoie.com) tem mais informações e sessão de notícias é hilária, com tópicos como “Jon Lajoie was not arrested last night on charges of public urination”.

Segue vídeo de “Show Me Your Genitals”

Os porto-alegrenses e a segunda-feira

Posted in O mundo cruel with tags , , on 08/12/2008 by andreifonseca

Os porto-alegrenses e a segunda-feira

 

Estou com uma dúvida cruel e gostaria de dividir com vocês. Por que os porto-alegrenses broxam na segunda-feira? O que este dia tem de tão horrível que as pessoas não sentem vontade de combinar um almoço? Happy Hour, então? “Nem pensar!! Numa segunda-feira?? Como assim, Andrei? Segunda-feira ninguém sai!”

 

Bom, eu saio. E curto muito comemorar o fim da segunda-feira com um chopp gelado, ainda mais nesse calor infernal e impossível que vivemos na capital dos gaúchos.

 

Mas não os porto-alegrenses. Não, não. Eles têm alergia de segunda-feira.

 

Que falta de atitude, amigos e amigas. Quem faz o ambiente são as pessoas. Tenham mais pau-durismo nessas horas. Segunda-feira é um dia legal pra sair sim. E eu vou! E quem quiser ir, que vá no Boteco da Neusa hoje. Além de mim, Gustavo, Vinícius e Will, que não decepcionam e aceitam qualquer furada.

 

Ou sigam a dica do meu brother Juliano Schüler, que é amante do Beer Street, na Goethe. Juliano, aliás, um dos melhores frasistas que eu conheço.

 

 

Abraço.