O oficial e o hóspede

Amigos.

 

Volto com uma história incrível, revelado em uma mesa de bar, na noite anterior a sexta-feira santa. Estava no Boteco da Neusa, sem dúvida um dos melhores e mais rápidos chopps de Porto Alegre. Rápido, pois os garçons colocam outro na mesa quando o atual está pela metade.

 

Numa animada conversa, participam profissionais de diversas áreas, quando esta história surgiu e roubou a noite.

 

Um oficial de justiça, como nome será omitido por motivos óbvios, precisava entregar uma intimação de prisão para um empresário de uma importante corporação, cujos setor e região também não serão revelados. O intimado em questão estava sendo recolhido por ser depositário infiel. O homem da lei procurou diversas vezes o cara nos endereços que tinha, porém sem sucesso, conseguindo apenas um número de telefone. Então, fez o contato por telefone com o indivíduo, já avisando das possibilidades.

 

– Fulano de tal? Aqui é o oficial de justiça. Tenho uma ordem de prisão contra o senhor. Temos duas formas de fazer isso. Ou a gente combina lugar e hora e o senhor se entrega, ou então terei que levar a polícia para fazer isso.

 

O empresário resolveu ir pelo lado mais simples, aceitou se entregar, porém fez um pedido:

 

– Sabe o que é, seu oficial, tá vindo um feriado aí. Tem como ser na semana que vem?

 

Receoso, acabou aceitando a “contraproposta” do intimado. Marcaram exatamente na porta da casa prisional onde o homem deveria ser recolhido, em data e hora de comum acordo. Pós-feriado, claro.

 

Chegado o dia, o oficial de justiça compareceu ao local, e aguardou a chegada com o homem, que demorava bastante. Resolveu puxar assunto com um dos guardas.

 

– Pô, é foda. Dei uma chance para um cara se entregar na boa, marquei aqui com ele e nada de aparecer.

 

Um dos guardas pergunta:

 

– Vem cá… não é um cara assim e assim, com cabelo tal e jeito tal?

 

– É! – responde o oficial, surpreso.

 

– Tu nem sabe! O cara esteve ontem aqui. Cumprimentou todo mundo, bateu o maior papo e contou que seria preso amanhã. Disse que veio “conhecer as instalações” da sua nova morada.

 

“Putz!”, pensou o empresário. Se fosse sempre assim…

 

Dito e feito. Minutos depois, chegou o cara de taxi com uma mala na mão, pronto para ser preso.

 

– Viu, seu oficial? Acordo é acordo. Vamos lá?

 

– Vamos…. – concordou o atônito homem da lei.

 

E assim foi encaminhado ao quarto, na maior santa paz de Deus.

3 Respostas to “O oficial e o hóspede”

  1. nah. perfeito demais. isso aí é historinha de professor de marketing. certo que no final ele arrematou dizendo “viram? quando a crise se aproxima, precisamos estar prontos.”

    conta outra!😛

  2. ISMAEL PACHECO Says:

    Sensacional!!!
    Cara, a história está fabulosa, posso dizer com toda a credibilidade do mundo porque além de eu conhecer o referente citado eu estava na hora e no local em que essa magnífica história foi contada, entre outras sensacionais também!!!
    heheheheheheheeeeeeeeeeeeeeee
    Achei formidável, temos é que combinar mais chopps desses para mais histórias dessas aflorarem!!!!
    Grande abraço meu garoto e muito sucesso não só com teu blog mas também no âmbito profissional!!!

  3. ah, é que ele sabia que aqui na terrinha, prisão de empresário é mais rápida do que o chopp do boteco da neusa.
    aposto que na malinha dele tinha só uma muda de roupa, muitos pilas e um bom advogado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: