Confusões lingüísticas

As vezes, nossa língua causa confusões sobre significado das palavras ou até mesmo da grafia de algumas tantas. Ontem, por exemplo, uma colega me perguntou a diferença entre retificar e ratificar, que por serem parônimas (palavras com sentido diferente mas com muita semelhança na escrita ou na pronúncia), geram essa dúvida.

A complicação aumenta quando “nos metemos” a incluir palavras estrangeiras no nosso vocabulário. Enquanto alguns estão plenamente acostumados com isso, outros (principalmente os mais antigos) enfrentam resistência.

Baseado neste assunto, trago duas curtas histórias à tona. Uma ocorreu em meio a uma conference call realizada com um cliente aqui na agência. Ao ser informado que os arquivos solicitados estavam disponíveis na intranet para serem baixados, o cidadão saiu com a pérola:

– OK, então. Posso fazer o “dãoló” da própria intranet, né?

pfffffrureHEHHEUHRUHEUHRE!

…. 

Outra foi contada pelo diretor de arte da agência, o Marquinhos. Conta o vivente que um amigo namorava uma moça, digamos, limitada intelectualmente. No momento que ela pegou o celular dele para futricar e procurar por coisas suspeitas, gritou a todo vapor, com uma irreparável pronúncia em inglês:

– Quem essa “Caroulaine” aqui que tu gravou na tela?????

E o cara retrucou calmamente:

– Tu tá louca. Tá escrito “Claro Online”.

Rá!

2 Respostas to “Confusões lingüísticas”

  1. brunoribas Says:

    Eita, povo!
    Caroulaine é f…

  2. Jamais trema em cima da linguista.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: