Ele é o Rei

Antes do dia 12 de agosto de 2009, eu pensava que Roberto Carlos era coisa de velho. Minha mãe adora, meu pai também. Sem falar nos meus tios e meus amigos com idade acima de 50. Aposto que meus avós deveriam odiar aquela ousadia.

Mas eu realmente era pré-conceituoso em relação ao Rei. Com R maiúsculo, claro. Era. Depois do show dele que eu vi na quarta-feira, meus conceitos mudaram.

Amigos… Roberto Carlos é FODA! Sem dúvida, um dos melhores shows que eu assisti em toda minha vida. A começar pela qualidade da música. Mais de 20 instrumentistas e backing vocals o acompanharam no palco, além do seu maestro e fiel escudeiro.

Sem falar na conexão fortíssima com a platéia. Pô, começou o show, a banda entrou e se acomodou, sem o Rei. Daí, vem o maestro e diz: “Boa noite, pessoal. O Roberto Carlos gostaria que o show começasse com vocês cantando”. E iniciam os primeiros acordes. A platéia enlouquece e entoa: “Eu tenho tanto, pra lhe falar…” até o fim. Arrepiante.

Aliás, mesmo conhecendo seus maiores sucessos, foi a primeira vez nos meus 27 anos de vida que parei para realmente escutá-los. E percebi a profundidade das letras. Por várias vezes, pude sentir muita sensibilidade nos versos. E pareceu que uma ficha caiu.

Na minha companhia, estavam a Ju e nossas mães. Bom, isso sim foi um momento ímpar. Ver as mammys cantando e curtindo durante o show do Roberto Carlos é uma experiência que todos deveriam fazer. Loucura.

Ao observá-las (e parte do público também), senti a importância que o Rei tem na vida dessas pessoas. Ele deve ter sido o símbolo de rebeldia de uma geração. RC se comunica muito bem, fala uma linguagem solta, sincera e cativante.

É, Roberto Carlos… meu chapa…. você ganhou um fã, bixo!

….

Bom, uso este parágrafo para me desculpar com meus leitores pela minha falta de atualização. Foram quatro dias de muitas atividades, reuniões, etc. Mas agora as coisas voltaram ao normal.

….

Ontem, completei cinco anos de formado em jornalismo, pela PUCRS. Minha turma fez um encontro mas não pude ir. Vou escrever mais sobre isso daqui uns dias.

Mas, adianto que sinto orgulho da minha profissão, pena que o STF não ache o mesmo.

….

Como dica de final de semana, eu deixo …. Ramones! Sim! Hoje, ao acaso, vi no Twitter o link deixado por alguém. Um cowboy maluco cantando o primeiro sucesso da minha banda preferida num cavaquinho! Isso mesmo! E com sotaque texano.

O melhor de tudo é que ele tá mamado, erra a letra pra cacete e muda algumas coisas. Gostei.

http://plusultra.apostos.com/2009/08/blitzkrieg_bop.html

Uma resposta to “Ele é o Rei”

  1. “eu sou um cara que não se impressiona com qualquer coisa.

    (…)
    UAU! UM FUSCA AZUL!!!”
    😛

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: