Pague Para Não Ver

O cenário parecia perfeito. Amigos, churrasco, cerveja, apartamento novo, piadas e, evidentemente, jogo de futebol na TV. Do Internacional, no caso. Seria ótimo se não fosse pelo detalhe que me motivou a escrever este post.

Voltando um pouco no tempo, no meio da tarde de ontem, contratei, por telefone, o serviço de pay-per-view para o jogo Internacional x Santos, pelo Campeonato Brasileiro. A ligação durou em torno de cinco minutos.

Rapidamente, após checagem de dados e alguns “momentos, por favor, senhor”, o sinal havia sido liberado, mediante o salgado pagamento de R$ 70,00 pela partida.

Carne e cerveja na geladeira, carvão comprado e amigos convidados. Vamo, vamo, Inter! De noite, os convidados começaram a chegar. Churrasco rolando, cerveja gelada, só faltava começar o jogo.

Dez minutos antes do início, colocamos no canal 122 da NET. Apareceu a mensagem “para comprar este programa, aperte a tecla OK”. Deu medo. Mas resolvemos confiar na NET, afinal eu fiz a operação antecipadamente.

Nove horas em ponto! Apita o árbitro e a bola não rola na casa do Andrei. Estávamos ouvindo o jogo pelo rádio, enquanto eu liguei, desesperado, para a central.

Atendeu um moço que pareceu ser pouco prestativo. Avisou que mandaria um reforço de sinal e pediu que eu (adivinhem??) retirasse o cabo de força do decodificador, esperasse 10 segundos, e ligasse novamente. Feito o processo… nada!

Foi aí que ele disse: “Senhor, para mim está registrado o canal 102, e não 122. O senhor pode colocar no canal 102, por favor?”. Rapidamente digitei os números e apareceu “PPV Filmes – Queime Depois de Ler. Para comprar, tecle OK”. Relatei para ele que fez uma pausa dramática e disse o irritante “só um minuto”.

O atendente pediu que ligassem 15 minutos, que era o tempo limite do “reforço de sinal chegar”. Beleza, o cara aperta o botão, o tal o sinal vai até Saturno, dá uma volta nos anéis, Usan Bolt ganha dele, e só daí eu recebo a imagem.

Passados os 15 minutos, nada de sinal. Liguei de novo, atendeu outro rapaz, que soou mais solícito. Tentou descontrair, perguntando quanto tava o jogo, para quem eu torcia, etc. Simpático, mas eu estava sem paciência.

Após alguns cliques lá e o procedimento mágico de ligar e desligar o decodificador aqui, não houve solução. Com voz embaraçada, o atendente me comunicou:

– É senhor. Em nome da NET peço mil desculpas, mas o sinal está com problema mesmo. Fiz de tudo que era possível aqui, mas não tem jeito. O senhor não tem como receber o jogo.

Fiquei frustrado. Convidei amigos, fizemos uma festinha e nada do prato principal. O segundo atendente me garantiu que não haveria cobrança. Mas eu duvido. Capaz que a NET vai deixar de me cobrar por este serviço não prestado.

Aliás, o preço do jogo avulso por telefone é R$ 70,00, enquanto pelo controle remoto é apenas R$ 55,00. Adivinhem se está funcionando este serviço? Não, é claro. Está temporariamente desabilitado, segundo me informaram.

A NET lançou ontem o PPNV, Pague Para Não Ver. Reúna os amigos, faça churrasco, beba cerveja e saia frustrado. Quem sabe a NET tá com uma promoção do filme “Ensaio Sobre a Cegueira” e eu não sei, hein?

….

Pelo menos, na primeira vez na história, o Internacional não perdeu na Vila Belmiro em Campeonatos Brasileiros. Êêêêêêêê!! Empatamos! Graças ao Bolívar, que foi um grande zagueiro. Em 2006.

2 Respostas to “Pague Para Não Ver”

  1. “Graças ao Bolívar, que foi um grande zagueiro. Em 2006.”
    matador.

    e a NET não lançou ontem, nada. o PPNV é dos mais antigos, e manteve sempre a mesma qualidade. incrível.

  2. Pedro Says:

    belo comentário ate parece um filme de terror.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: