Ninguém tasca

Já escrevi aqui sobe o meu ódio para com as pessoas que se comportam em Buffet como se estivessem em um jogo de vídeo-game, ultrapassando obstáculos (pessoas), pegando o maior número de prêmios e vidas possíveis (comidas) e no menor tempo possível, afinal, tem um check point, que normalmente é a mesa.

Pois hoje fui almoçar no prédio 40 da PUC e vivi a emocionante e irritante sensação involuntária de ser um personagem desse vídeo-game ridículo. É impressionante como as pessoas, em geral, são mal-educadas e se orgulham disso.

A começar que eu caminhava até o início da fila e ouvia conversas de outras pessoas que estavam atrás. Para chegar antes de mim, elas apressaram o passo e esticaram o braço para pegar o prato. Só faltava dizer: “Primeiro! Primeiro! Primeirãããão!”.

E eram duas pessoas de uma certa idade, já sem justificativa plausível para uma atitude idiota como essa. Aí, minha ironia entrou em campo e falei: “Isso mesmo, melhor correr porque vai acabar”. Acreditam que elas não entenderam?

No meio da fila, vêm aqueles que esqueceram algo ou passaram por ali e um prato chamou atenção. Daí, os espertos esperam uma brecha estratégica e se metem na frente e pegam aquilo que desejam, saindo com um olhar superior de vitória. Pergunto: é difícil pedir licença?

Há também o tipo que está na sua frente e tem totais condições dar espaço para que você se sirva confortavelmente. Mas para que, né? Qual é a graça de ficar em uma fila se não se pode foder quem está atrás?

Na hora da sobremesa, se formou um fila ao longo da mesa, da esquerda para a direita. Peguei meu prato e esperei pacienciosamente o sagu, que estava no último lugar. Ao chegar lá, tive que me inclinar para alcançá-lo.

Mas eu não contava com o Indiana Jones dos doces queria o pudim, que era o antepenúltimo. Logo, não teve dúvidas: furou toda fila, se postou na minha frente e atravessou o braço próximo ao meu rosto para cortar uma fatia e servir-se.

Movi bruscamente o corpo para trás, como quem diria “Opa! Quase me acertou! Olé!”. E o cara se ofendeu. Fechou a cara e terminou o serviço bicudo. Aí, eu olhei para trás e falei para uma senhora: “Espera que ele vai caçar o pudim, senão o doce foge”. A senhora riu constrangida, já o Indiana ficou mais puto ainda.

O restaurante do prédio 40 é muito bom, pena que é frequentado por algumas pessoas sem classe e mal-educadas. Felizmente são minoria, mas infelizmente me perseguem.

….

Reproduzo dois comentários do publicitário Mauro Dorfman, deixados hoje no Twitter, ironizando a criação de quase oito mil novos cargos de vereadores no Brasil.

“Aprovar mais 8000 vereadores neste momento é a prova do que todo mundo sabe e ninguém admite: não existe opinião publica no Brasil.”

“Por outro lado o OBAMA entrou na briga pra vender os caças pro Brasil pq isso cria 50000 empregos nos EUA. 8000 vereadores criam muito mais!”

4 Respostas to “Ninguém tasca”

  1. “Qual é a graça de ficar em uma fila se não se pode foder quem está atrás?”

    as pessoas andavam de costas? em filas normais me parece mais lógico foder quem está à frente.

    —-

    cara, eu preciso ver isso. vamo marcar um almoço lá no 40 qualquer dia desses. te ajudo a xingar todo mundo – uma especialidade minha.😀

  2. também quero!
    comer e xingar pessoas que não sabem viver em sociedade são minhas maiores especialidades (não ao mesmo tempo, lógico, porque sou uma lady e não falo de boca cheia).

    me convidem!😀

  3. Oba! Eu também! Eu também! Posso? Plisss?
    Ando treinando no restaurante aqui da esquina. Prédio 40 seria um upgrade!😉

  4. viu? criei um movimento a teu favor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: