Tobagoning again

A agitação dos três primeiros dias impediu que eu pudesse atualizar esta página como gostaria. Mas agora as coisas já ficaram mais calmas.

Todo trajeto aéreo foi extremamente tranqüilo. Não tivemos nenhum tipo de problemas em conexões, inspeções, filas, etc. A ressalva fica para o Aeroporto de Guarulhos, quando nós chegamos seis horas antes e tivemos que ficar duas horas em pé na fila da United Airlines esperando o check in abrir. Lamentável.

Não sei se devo mencionar (já mencionando) que quase perdemos o vôo para Chicago por conta do bar que ficava ao lado do portão de embarque. Acho que essa história é melhor de ser contada ao vivo.

Anyway, chegamos perto do meio-dia de Ottawa no Canadá, passamos por uma rapidíssima imigração e já estávamos curtindo um insuportável frio de 10 graus negativos. E ficou bem pior.

O primeiro dia foi apenas de compras e reconhecimento do terreno. Conseguimos terminar a noite nos estúdios de tv da CBC assistindo o Adrian apresentar o jornal ao vivo. Awesome!

Já o nosso sábado foi de agenda cheia. Depois de uma café da manhã absurdamente saboroso preparado pela esposa do nosso anfitrião, fomos comprar pranchas para fazer o Tobagoning aqui em Ottawa. Aproveitei para tentar achar um cartão de memória compatível para a minha máquina.

Através da dica do vendedor, comprei um e resolvi testar. Na abertura do pacote, já consegui cortar o dedo. Então, passei para a Ju, que resolveu o problema. Tentar colocar no lugar indicado, mas, além de não ser o adequado, o cartão sumiu dentro da máquina. Pânico geral. Mas daí, a Lana resolveu o problema com técnicas cirúrgicas.

Depois disso, fomos para o Mooney’s Bay Park, que estava totalmente congelado e tinha um barranco alto e assustador. A idéia era fazer tobagoning. Confesso: ao ver a altura, me borrei. Pensei em desistir, mas resolvi tomar um pouco de coragem e mostrar para my love que não havia perigo.

Foram algumas idas e vindas. É impressionante a sensação de que vai dar algo errado. Ter o controle da descida é praticamente impossível, é necessário ter calma e não fazer movimento brusco. Acho que as fotos mostram bem os detalhes desta movimentada aventura.

Depois dessas fortes emoções, fomos ao jogo de hóquei no gelo do Ottawa Senators, um dos principais times da liga. A partida era contra o Florida Panthers. No gelo, o Ottawa levou um laço e perdeu de 3 a 0, graças ao goleiro bem ruim que eles têm.

Mas o ponto alto ficou para o lugar onde assistimos o jogo: Press Box! Além de não pagar nada, conseguimos uma visão privilegiada e tínhamos pipoca, refrigerante e café a vontade. Pude acompanhar bem como funciona o trabalho de jornalismo esportivo por aqui.

É impressionante a assessoria de imprensa dos caras. Ao final de cada tempo, recebíamos um relatório sobre o que havia acontecido, com números precisos, do tipo quantos minutos tal jogador esteve na quadra enquanto o time dele estava penalizado ou em vantagem de um atleta. Incrível. Facilita muito a vida da imprensa se tivéssemos um serviço por aqui. Fora que criaria muito mais empregos na nossa aérea. Vamos sonhado.

Domingo é dia de patinar. Vou cair certo.

Uma resposta to “Tobagoning again”

  1. é impressão minha ou tu falou em fotos?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: