SeBunda-feira

Tava escrito no Twitter hoje: “Estamos em 2010 e como é que ninguém inventou algo melhor que a segunda-feira ainda?”. Bela frase. Concordo. Segunda-feira é um dia chato e amaldiçoado por natureza. Ainda mais quando chove, o dia fica com cara de ânus (uma das minhas resoluções de ano novo é diminuir a porra da freqüência dos palavrões).

Pois bem, minha segunda-feira começou quebrando o pau na portaria do meu edifício porque eu fico um dia fora e alguém pega a minha Zero Hora. Inadmissível. E nunca ninguém vê, claro.

Depois, aqui na agência foi uma loucura. Trabalho, e-mail, revisão, uma porrada de coisas. Consegui um mini intervalo e fui na padaria Merco Pan, de origem uruguaia, com quitutes deliciosos, fazer uma boquinha.

Para chegar até lá, preciso descer três quadras, da avenida Lageado até quase a esquina da Ijuí com a Nilópolis. Foi, sem dúvida, a idéia mais infeliz de 2010.

Havia chovido, e a calçada da descida (ou subida, depende do ponto de vista) da Ijuí fica extremamente lisa, fazendo com que o transeunte se arrisque numa aventura onde os movimentos corporais se equivalem aos mais clássicos jogos de plataforma do video-game, como Super Mário Bros e Alex Kid.

É uma sensação horrível de fazer um trajeto e o pé escorregar constantemente, fazendo com que você recupere o equilíbrio e tente mantê-lo, com muita dificuldade. E foi em um momento como esse que vivi a aventura do ano.

Me aproximei de uma esquina, faltavam cinco metros mais ou menos, quando o meu pé escorregou. E foi… na tentativa de ficar em pé, mantive o outro pé no chão, usando um gingando digno de um invertebrado gigante.

Perdi completamente o equilíbrio e fui dançando com os dois pés no chão, mexendo a bunda e os braços de forma descoordenada, modificando a expressão facial, oscilando entre pânico, perplexidade e desespero.

Esqueci de mencionar que, na mão direita, eu tinha um guarda-chuva fechado, pois o aguaceiro havia cessado. E foi com esse instrumento que protagonizei o gran finale da minha cena ridícula.

Cheguei dançando até a esquina e tive medo de cair na rua, pois podia passar um carro. Numa rápida estratégia, enganchei o cabo do guarda-chuva em uma placa de PARE na tentativa de parar. Finalizei com um giro ao redor da placa, já apoiando a mão esquerda também e consegui estabilizar.

Ufa! Acabara meu martírio. Recomposto, olhei em volta para ver se alguém tinha visto ou filmado. Morro de medo de virar celebridade do desastre no YouTube. Ninguém desse lado, ninguém daquele… feito! Anonimato.

Até que escuto um baixinho e discreto “hehehehehe”, vindo de um mendigo que estava deitado embaixo da marquise de um dos prédios em volta. Parecia aquele cara do Pânico que diz “Adriano! Tá me ouvindo?”. Me olhando fixamente, o cara abriu um sorriso de satisfação pelo show, mostrando a totalidade de seus cinco dentes.

Pelo menos, ele não gravou. Fica na memória. E a padaria não tinha pão de queijo.

….

Para completar esse dia incrível, cheguei na academia, coloquei o fardamento e fui malhar depois de um mês de ausência. Cumprimentei a todos, enchi a garrafinha d’água e me dirigi à sessão de esteiras.

Assim que subi em uma, apertei em “início rápido” e pensei “ótimo! Vou conseguir fazer o aquecimento rapidinho e malhar em seguida. Mais tempo para almoço”. Dei dois passos na esteira e faltou luz. Fodeu. Tive que esperar 15 minutos. E sem ventilador.

Meus leitores perceberam um rompimento abrupto nos relatos das férias. É que em New York, a internet é mais cara e tem planos de aquisição nada convidativos. Agora, com a vida em ordem e assim que baixar todas as fotos, contarei em ordem cronológica nossas aventuras.

Aqueles que se sentirem a vontade, podem comentar e, principalmente, colaborar com a minha fatura de cartão de crédito. A Ju faz coro comigo. Tá louco. Preciso vender minha coleção de figurinhas para pagar as contas.

4 Respostas to “SeBunda-feira”

  1. HAHAHAHAHAHAH

    tá. sábado e domingo eu também fiz snowboard.🙂

  2. Fê Jaques Says:

    Oie

    Olha só, já que tu não quebrou o cox, troca o link ali do lado?

    Desativei o Irritando há séculos.

    Agora estou no: http://www.getupman.wordpress.com
    conquistando a fama e sucesso😛

  3. Fê Jaques Says:

    Ah, beijins e saudades de vocês (tu e ju)

  4. Vc está escrevendo cada dia melhor.. A narrativa está ótima e a riqueza de detalhes prende o leitor até o final. Parabéns!!

    OBS: A ‘curva’ de influência do Elóide (acho que é assim que se escreve) permanece em fulgurosa elevação…

    Abs,
    Marcelo Vaz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: